UNESCO

As coletas de dados da Unesco – Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (do inglês,United Nations Educational, Scientific and Cultural Organization) são conduzidas pelo Instituto de Estatísticas da Unesco – UIS.

Entre as coletas de dados conduzidas pelo UIS de que o Brasil participa encontram-se ascoletas do questionário Educational Attainment, sobre a população por nível de escolaridade e do Literacy Statistics, sobre a população alfabetizada e não-alfabetizada.

Indicadores Mundiais da Educação

O Programa de Indicadores Mundiais da Educação – WEI (do inglês,World Education Indicators), criado em 1997, é uma iniciativa voltada para a produção de dados estatísticos e indicadores educacionais com vistas à formulação de políticas públicas para o desenvolvimento dos países membros na área da educação e à realização periódica e atualizada de estudos comparativos internacionais.

Inicialmente, o programa estava sob a coordenação conjunta da Unesco e da OCDE. A partir de 2006, o WEI passou a ser coordenado apenas pela Unesco e o Brasil permaneceu no programa não mais como convidado. Nesse mesmo ano, o Brasil ingressa, também, no Programa de Indicadores dos Sistemas Educacionais Nacionais da OCDE – INES. Uma série de dados que eram coletados pela Unesco são agora coletados pela OCDE e repassados ao WEI para composição dos indicadores desse programa.

O Brasil participa, por meio do Inep, das coletas de dados do "WEI Regular" e de outras pesquisas especiais do programa.

WEI Regular

O WEI Regular é uma coleta de dados, realizada anualmente desde 1998, que segue uma metodologia desenvolvida pelo trabalho conjunto de Unesco, OCDE e Estatísticas da União Européia (metodologia UOE), com base na Classificação Internacional Padronizada da Educação – ISCED97 (Essa classificação, definida em 1997, está atualmente sendo revisada pela Unesco, para atualização a ser publicada em 2011).

O WEI Regular tem o objetivo de coletar informações dos sistemas educacionais, nos seus diversos níveis de educação e modalidades de ensino, sobre alunos novos, concluintes e docentes. Os dados coletados pelo WEI são integrados às bases de dados do UIS e subsidiam a publicação do EFA (Education For All).

Task Force on Education Statistics

A Força de Trabalho (Task Force) internacional foi criada pela Comissão de Estatística da Unesco para revisar a estrutura existente referente às estatísticas educacionais internacionais e fazer proposições para o aprimoramento da coordenação entre as diferentes agências. O grupo é coordenado pelo UIS e Statistics Canada e tem a participação de especialistas internacionais da UN Statistics Division, UIS, OCDE, EUROSTAT, e especialistas nacionais de países desenvolvidos e em desenvolvimento (Canadá, Brasil, Federação Russa, Sri-Lanka, Cuba, Austrália, África do Sul).

Conferência de Genebra e Reunião Ministerial do E-9

O INEP participa da preparação de informações sobre o sistema educacional brasileiro e da elaboração de tabelas com as estatísticas nacionais para subsidiarem os relatórios do Brasil apresentados regularmente na Conferência Internacional de Educação, em Genebra (conferências temáticas) e na Reunião Ministerial do E-9 (reuniões temáticas dos 9 países em desenvolvimento de maior população: Bangladesh, Brasil, China, Egito, Índia, Indonésia, México, Nigéria e Paquistão).

O INEP também participa de três projetos de estatísticas educacionais coordenados pela OREALC (Oficina Regional de Educación para América Latina y el Caribe), entidade ligada à UNESCO:

A Força de Trabalho coleta informações dos países participantes sobre o modelo de estrutura conceitual e de estatística que orienta a coleta e divulgação dos dados educacionais (Country Survey) e informações gerais sobre as coletas de dados conduzidas por organismos internacionais das quais o país participa (Quick Survey).

Sistema Regional de Informações Educacionais dos Estudantes com Deficiência - SIRIED

O objetivo do Projeto SIRIED é contar com um conjunto de informações básicas sobre a população que apresenta necessidades especiais, que permitam a construção de uma bateria de indicadores regionalmente comparáveis, relevantes para as políticas educacionais. O SIRIED está em fase de desenvolvimento pela Orealc (Oficina Regional da UNESCO para América Latina e Caribe) e já participaram da pesquisa, em 2008, em caráter experimental, os seguintes países: Argentina, Brasil, Costa Rica e República Dominicana.

Projeto Regional de Educação para América Latina e Caribe – PRELAC

O PRELAC é o resultado do consenso entre os Ministros da Educação dos países da América Latina e Caribe sobre a situação da educação na região e sua projeção. Foi criado como contribuição estratégica para o cumprimento das metas do programa "Educação para Todos", principalmente em relação à promoção da qualidade da educação. O projeto objetiva promover mudanças nas políticas educacionais, de forma a assegurar o aprendizado de qualidade, voltado para o desenvolvimento humano.

O Inep participa do fornecimento das estatísticas nacionais, quando solicitadas, para subsidiarem os trabalhos nas reuniões, especialmente por meio do Projeto PRIE.

Projeto Regional de Indicadores Educacionais da Cúpula das Américas – PRIE

Criado como um mecanismo de monitoramento dos objetivos levantados pela Cúpula das Américas, o PRIE busca construir um conjunto básico de indicadores educacionais comparáveis nas Américas, além de melhorar os sistemas regionais de estatísticas educacionais, publicar os indicadores e fomentar o seu uso na formação das políticas educacionais. Objetiva contribuir para o progresso das tomadas de decisões e dos compromissos estabelecidos.

Pesquisa sobre Escolas Primárias (WEI-SPS)

O Programa WEI desenvolve, também, pesquisas especiais com o objetivo de melhorar a comparabilidade dos dados entre os países e ampliar a abrangência dos indicadores, como a Survey of Primary Schools – WEI-SPS, 2005/2006 (Pesquisa sobre Escolas Primárias).

O principal objetivo da pesquisa foi obter dados internacionais sobre como as escolas funcionam, incluindo os tipos de recursos que as escolas possuem e os potenciais indicadores de práticas educacionais relacionadas às questões de qualidade e equidade. A pesquisa foi realizada no Brasil durante os meses de novembro de 2005 a janeiro de 2006 com diretores e professores da 4ª série do ensino primário (ou equivalente). No caso do Brasil, participaram da pesquisa 639 escolas e 1.422 professores.

Os resultados da pesquisa WEI - SPS estão expressos, abaixo, por meio dos seguintes relatórios:

Página atualizada em: 20 outubro 2015