Perguntas Frequentes

Selecione uma categoria abaixo:

1. Dúvidas Gerais

1.1 Como faço para obter mais informações sobre o preenchimento do Censo?

Acesse o portal do Censo da Educação Superior. Clique no menu Preenchimento para acessar os Manuais, Questionários, Glossários, Leiautes de Migração e outras informações sobre o Censo da Educação Superior.

Existem também vídeos tutoriais no portal . Basta pesquisar no campo busca o termo “Censo Superior”. Ou acesse aqui.

Para o Censo 2017 será disponibilizado o treinamento EAD, com oito tópicos, incluindo fóruns e certificado para os participantes que concluírem todos os módulos e seus respectivos testes exceto o módulo migração que será opcional. Acesse aqui.

2. Acesso ao Censup

2.1 Como faço para cadastrar um novo Pesquisador Institucional?

A mudança do(a) Pesquisador(a) Institucional no cadastro do Censo deverá ser solicitada ao INEP através de ofício, em papel timbrado da IES e assinado pelo dirigente ou seu representante legal, informando o nome completo e o código da IES, bem como o NOME COMPLETO, CPF, E-MAIL e TELEFONE do novo PI. São permitidos até 2 e-mails e 3 números de telefone para contato. . Este ofício poderá ser enviado por anexo ao e-mail censosuperior@inep.gov.br.

2.2 Como faço para atualizar meus dados de Pesquisador Institucional?

O próprio PI já cadastrado no Censo anterior deve atualizar ou confirmar seus dados no Censup e anexar ofício com a indicação do PI pela IES.

Os dados de telefone e e-mail podem ser editados, através da atualização ou exclusão dos mesmos. É possível registrar até 2 e-mails e 3 números de telefone para contato.

O ofício deverá estar em formato PDF ou JPG de acordo com as especificações da Coordenação do Censo da Educação Superior. Depois que a atualização dos dados for salva, o Inep validará as informações e liberará o acesso para preenchimento do Censo em até dois dias úteis.

Vídeo explicativo

2.3 Como faço para cadastrar outros usuários para preencher o Censo?

O INEP cadastra apenas o PI. Os demais usuários do sistema são cadastrados pelo próprio PI diretamente no sistema. Acesse o módulo Usuário (antigo módulo Segurança), defina pelo menos um perfil de acesso, acesse Controle de Usuário, e em seguida clique no botão “Incluir Novo Usuário”. Preencha os dados do auxiliar e selecione o perfil adequado.

Vídeos explicativos:

Vídeo 1 

Vídeo 2 

Vídeo 3

3. Módulo Curso

3.1 Qual o tipo de vaga ocupa um aluno que ingressou no curso por ser portador de diploma de nível superior?

O aluno que está cursando sua segunda graduação provavelmente tem aproveitamento de componentes curriculares no novo curso. Sendo assim, se ele não estiver começando o curso do início, ele ocupa uma “vaga remanescente” e, consequentemente, tem como forma de ingresso “Seleção para vagas remanescentes”.

No entanto, se ele não tiver aproveitamento de componente curricular, ou seja, se ele começar o curso do início, ele ocupa uma “vaga nova” e a forma de ingresso deve ser “Seleção simplificada”.

3.2 O sistema não está permitindo que eu marque a opção “Curso extinto”, por quê?

O curso deve possuir alunos vinculados, por isso não é possível marcar “curso extinto” no campo “motivo do curso sem aluno vinculado”.

Os alunos podem estar vinculados a este curso por terem sido carregados do Censo anterior na situação de cursando ou matrícula trancada. Se esses alunos foram informados corretamente, o curso deverá ser informado com “Sim” no campo “Curso teve aluno vinculado?”.

Caso esses alunos tenham sido vinculados equivocadamente no Censo anterior, veja pergunta 5.10.

3.3 O sistema não está permitindo que eu marque a opção “Curso ativo sem demanda”, por quê?

O curso deve possuir alunos vinculados, por isso não é possível marcar “curso ativo sem demanda” no campo “motivo do curso sem aluno vinculado”.

Os alunos podem estar vinculados a este curso por terem sido carregados do Censo anterior na situação de cursando ou matrícula trancada. Se esses alunos foram informados corretamente, o curso deverá ser informado com “Sim” no campo “Curso teve aluno vinculado em 2017?”.

Caso esses alunos tenham sido vinculados equivocadamente no Censo anterior, veja pergunta 5.10.

3.4 O que significa “Curso representado por outro código de curso”?

“Curso representado por outro código de curso” é aquele que não possui aluno ingressante no ano de referência do Censo e deixou de existir por diversos motivos, como por exemplo: cursos em duplicidade, junção de dois cursos com turnos distintos em um único código de curso, mas com a manutenção dos dois turnos, entre outros.

3.5 Qual o procedimento para realizar a representação de curso?

Atualize o curso marcando “Não” na pergunta “Curso teve aluno vinculado em 2017?”. Em seguida, selecione a opção “Curso representado por outro código de curso”. Ao selecionar essa opção, será apresentada uma lista de cursos já atualizados no sistema, com o mesmo grau acadêmico, nível e modalidade de ensino, que não estejam com situação de extinto no e-MEC e que a opção “Curso teve aluno vinculado em 2017?” esteja assinalada com “Sim”.

Atenção: antes de realizar esse procedimento é necessário que o PI atualize primeiramente o curso titular, ou seja, aquele que receberá os alunos e docentes do curso marcado como “Curso representado por outro código de curso”.

3.6 Por que não consigo vincular docentes e alunos ao curso?

Verifique se preencheu o módulo curso primeiro. É necessário que os cursos estejam com status de “atualizado” para então vincular os alunos e docentes ao curso.

3.7 Como preencho as vagas de alunos Prouni?

As vagas de alunos Prouni devem ser contabilizadas no campo de “Vagas novas oferecidas”. Dessa forma, devido à inclusão dessas vagas, é possível que no campo de vagas novas oferecidas o quantitativo informado seja superior à quantidade de vagas autorizadas pelo MEC, desde que seja observada a legislação vigente que normatiza o Programa.

3.8 Como preencho as vagas de alunos FIES?

As vagas de alunos Fies devem ser contabilizadas no campo de “Vagas novas oferecidas”. Dessa forma, devido à inclusão das vagas do Fies, é possível que no campo de vagas novas oferecidas o quantitativo informado seja superior a quantidade de vagas autorizadas pelo MEC, desde que seja observada a legislação vigente que normatiza o Programa.

4. Módulo Docente

4.1 Qual o tempo mínimo de permanência do docente da IES para que ele seja informado no Censup?

Deve ser considerado o docente que exerceu qualquer atividade de ensino, pesquisa, extensão, gestão, planejamento ou avaliação no ano de referência do Censo, por um período de, no mínimo, 60 dias. Devendo ainda, ser considerado como docente todo o professor visitante e substituto, exceto aquele que atue exclusivamente nos curso de pós-graduação lato sensu.

O que fazer quando estou informando um docente e aparece aviso de que esse docente foi informado em outra IES com dedicação exclusiva?

O aviso emitido pelo Censup é um alerta para que verifiquem se o docente estava realmente em sua IES em 31/12/2017 e com dedicação exclusiva.

4.2 Devo informar os tutores no Censo de 2017?

Não. O Censo não coleta informações de tutores.

4.3 Como devo declarar o grau de formação e o regime de trabalho de um professor que tenha tido mais de um regime de trabalho no ano de referência do Censo?

Deve-se considerar o grau de formação e o regime de trabalho do docente em 31/12 do ano de referência do Censo.

5. Módulo Aluno

5.1 Posso excluir vínculo de um aluno que não retornou a IES, que abandonou o curso?

O Censo precisa dar continuidade à informação do vínculo deste aluno e, para isso, é importante que a instituição declare o aluno como “Desvinculado do curso” ou “Matrícula trancada”. Os alunos declarados como desvinculados, não são carregados para o Censo seguinte, no entanto os declarados como matrícula trancada são carregados.

5.2 No censo anterior não informamos alguns alunos. Como devemos informar estes alunos no censo atual?

Os alunos devem ser informados com a data de ingresso original, mesmo que sejam de anos anteriores. Depois que o módulo aluno estiver preenchido e a verificação de erros for realizada, o sistema irá solicitar uma “justificativa” para esses alunos que possuem data de ingresso anterior a do Censo, mas que não foram informados no censo passado. Para mais detalhes sobre justificativa, veja pergunta 5.11.

5.3 Horas complementares que o aluno cursou compõem carga horária de aluno?

Se as horas complementares fazem parte da carga horária da matriz curricular cursada pelo aluno, elas devem ser consideradas.

5.4 Caso o aluno venha transferido de outra IES, somam-se as horas aproveitadas na carga horária integralizada?

Sim. A carga horária das componentes curriculares aproveitadas deve ser acrescentada a carga horária integralizada do aluno. Lembrando que se deve computar o total de horas-relógio que a componente curricular possui na IES para a qual o aluno foi transferido e não na IES de origem.

5.5 Qual a diferença entre a carga horária total do curso e a carga horária integralizada?

Carga horária total do curso é aquela que o curso possui no total, que o aluno deve cumprir para obter o grau de formado. A carga horária integralizada é a soma das componentes cursadas até aquele momento pelo aluno e que fazem parte da matriz curricular do curso. Assim, o aluno formado deve ter sua carga horária integralizada igual ou maior que a carga horária total do curso.

5.6 A carga horária total e a carga horária integralizada devem ser apuradas em hora-aula ou em hora-relógio?

A carga horária total e a carga horária integralizada devem ser informadas no formato hora-relógio.

5.7 Por que tenho que preencher a carga horária total do curso em todos os vínculos de aluno?

É comum que cursos sofram alterações em sua matriz curricular ao passar dos anos. Dessa forma, um aluno que ingressou em 2014 pode ter que cumprir uma carga horária total diferente de um aluno que ingressou em 2017, por exemplo. Sendo assim, é necessário informar no vínculo de cada aluno qual é a carga horária total do curso em que ele está vinculado.

5.8 As atividades extracurriculares podem ser informadas na carga horária integralizada?

Não. Somente as componentes curriculares que fazem parte da matriz curricular devem ser consideradas.

5.9 A carga horária integralizada no 1° semestre deve ser adicionada ao 2° semestre?

Sim. Ao informar a carga horária integralizada, deve-se considerar todas as componentes aproveitadas pelo aluno (que fazem parte da matriz curricular do curso) até aquele momento. Logo, no segundo semestre, o aluno deverá ter uma carga horária integralizada igual ou maior que a carga do primeiro semestre.

5.10 Como excluir/corrigir o vínculo de um aluno que foi informado errado no Censo anterior?

Deverá ser encaminhado ofício para censosuperior@inep.gov.br assinado pelo Dirigente/Representante Legal da IES, numerado, relatando o erro e solicitando a exclusão/correção de vínculos. Deve-se enviar também uma planilha em Excel com o ID do aluno, código do curso que o aluno estava vinculado no ano anterior e o motivo da exclusão. Revise sua planilha para evitar a exclusão indevida de alunos.

5.11 Qual o procedimento para justificar aluno do Censo anterior?

Após a verificação dos erros, clique no Modulo Aluno -> Justificar aluno censo anterior. Escolha uma opção do campo “situação do aluno no Censo anterior”, e selecione “Não” no campo “Justificado”. Selecione demais filtros desejados e clique em pesquisar: o sistema vai apresentar uma lista contendo os alunos e as ações que deverão ser tomadas. O status do aluno deve ficar em verde.

5.12 Devo considerar um tempo mínimo de permanência na IES para informar um ingressante?

Não. Se o ingressante de fato ocupou a vaga ofertada, independente do tempo de permanência na IES, ele deve ser informado no Censo. No caso da instituição chamar outro candidato para essa vaga, informe apenas o último aluno.

5.13 Devem ser alterados o semestre e a forma de ingresso do aluno que entrou por vestibular, mas posteriormente realizou o Enem e ganhou a bolsa Prouni?

Nesse caso, acrescente a forma de ingresso “ENEM”, ou seja, as duas opções (Vestibular/Enem) ficarão marcadas, pois uma complementa a outra. No entanto, o semestre de ingresso não deve ser alterado.

5.14 Como devem ser registrados os alunos eventualmente desligados e que retornaram à IES no mesmo curso?

Caso o aluno não tenha feito novo processo seletivo, deve-se preencher o vínculo do aluno ao curso com a data de ingresso antiga (data de ingresso antes do desligamento). O sistema irá pedir para que a IES justifique o vínculo desse aluno, a opção de justificativa para essa situação é “reingresso no mesmo curso”.

Caso o aluno tenha realizado um novo processo seletivo, deve-se preencher o vínculo do aluno ao curso com a data de ingresso nova (correspondente ao semestre de ingresso em que começaram suas aulas no Censo de referência). Se for necessário justificar o vínculo deste aluno, escolha a opção “novo ingresso no mesmo curso”.

Para mais detalhes sobre justificativa, veja pergunta 5.11.

5.15 O que fazer quando o aluno trocar de curso dentro da mesma IES?

O aluno deverá ter dois vínculos, um no curso anterior à transferência, com a situação de “transferido para outro curso na mesma IES” e outro no curso atual com qualquer situação que seja diferente de transferido. Lembramos que a transferência deve ser informada no semestre/ano em que o aluno começou o novo curso.

Vídeo explicativo

5.16 Quando devo informar forma de ingresso “Egresso de BI/LI”?

Essa forma de ingresso destina-se apenas aos alunos das Universidades Federais que possuem curso do tipo Bacharelado Interdisciplinar (BI) ou Licenciatura Interdisciplinar (LI). O aluno poderá ter essa forma de ingresso caso ele esteja vinculado a um curso terminalidade de BI/LI e proceda do curso BI/LI correspondente.

5.17 Todos meus alunos foram desatualizados porque não vinculei docentes aos cursos. O que faço?

Vincule os docentes aos cursos e depois verifique erros de aluno novamente. O sistema irá detectar que os dados de aluno estão preenchidos e que os cursos possuem docentes, então os alunos voltarão a ter o status igual a atualizado.

5.18 Ao salvar um vínculo de aluno, retornou uma mensagem que seria necessário justificá-lo. Tentei realizar a justificativa e não encontrei, onde consigo justificar?

Somente após a verificação de erros do módulo aluno ser concluída sem erros, será possível fazer a verificação “Alunos anos anteriores”. Em seguida, siga os passos da pergunta 5.11.

5.19 Como devem ser registrados os alunos que participam do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (Pibid)?

No Censo, não há um campo específico para informar os alunos participantes do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (Pibid). Dessa forma, orientamos que estes sejam declarados como alunos que participam de Atividade Extracurricular (na variável de mesmo nome) e, no tipo de atividade extracurricular, deverá ser selecionada a opção estágio não obrigatório.

5.20 Como devo declarar um aluno já vinculado a um curso da IES que faz o Enem para ter acesso ao financiamento estudantil Prouni ou FIES?

Vamos imaginar um exemplo hipotético: João é aluno de uma IES privada e está vinculado ao curso de Direito. A fim de ter acesso ao financiamento do seu curso (Direito), João realizou o Enem, tendo em vista que a participação em tal exame é um dos pré-requisitos de seleção do Prouni e do Fies.

Observe que João realizou o Enem com o intuito de atender um dos critérios de seleção dos programas de financiamento.

Dessa maneira, sempre que um aluno já vinculado a determinado curso da IES realizar processo seletivo por meio do Enem para continuar no mesmo curso e ter acesso ao Prouni ou ao Fies, esse aluno deverá ser informado da seguinte maneira no Censo de referência:

Visto que o aluno continua ocupando a mesma vaga, sua data de ingresso no curso permanecerá a mesma;

Na variável forma de ingresso/seleção, deverá ser marcada a opção Enem, sem desmarcar a forma de ingresso/seleção previamente informada e;

Na variável financiamento estudantil, deverá ser selecionada a opção sim e feita a marcação do tipo de financiamento estudantil ao qual o aluno teve acesso e se este foi do tipo reembolsável (Fies) ou não reembolsável (Prouni).

Observe que na situação hipotética descrita, apesar de o aluno ter realizado o Enem, ele não ocupará uma vaga nova, pois permaneceu no mesmo curso; logo, a IES não deve acrescentar essa vaga na variável Vagas Novas do Censo referente ao programa Fies ou Prouni.

Além disso, como o aluno também não liberou uma vaga, não haverá vaga remanescente para ser disponibilizada para outro aluno.

No exemplo citado, a ampliação do número de vagas anuais autorizadas deverá seguir a legislação vigente dos programas Prouni e Fies.

6. Módulo Migração

6.1 Onde encontrar as siglas de países/IES para preencher os alunos em mobilidade academica?

No módulo migração, há um item chamado “tabelas auxiliares”. Nessa opção do menu, estão as tabelas que possuem essas siglas.

6.2 Como exportar os dados dos módulos do Censo?

Basta ir ao Módulo Migração ->  Exportar Dados e em seguida selecionar os dados que serão exportados.

6.3 Estou tentando subir um arquivo, mas o sistema informa que esse arquivo já foi importado anteriormente. O que faço?

Abra o arquivo, dê um “enter” ao final dele, salve-o e tente importa-lo novamente.

6.4 Posso excluir um arquivo que deu erro na migração?

Não é necessário realizar a exclusão de arquivos na migração, apenas reenvie os arquivos e os dados serão substituídos.

6.5 Importei vários arquivos com dados errados, o que posso fazer?

É possível realizar a execução de limpeza dos módulos Aluno e Docente, mas apenas faça isso em último caso, pois todos os vínculos serão excluídos.

7. Módulo Fechamento

7.1 Todos os meus módulos estão fechados, já foram justificados todos os alunos, porque não consigo realizar o fechamento geral?

Só é possível realizar o fechamento do Censo depois de verificada as possíveis inconsistências. Para isso, acesse o menu Fechamento -> Verificar consistência e clique no botão “Verificar Consistência”.

Vídeo explicativo

Página atualizada em: 20 outubro 2015