Marcos referenciais

O Pisa é desenhado a partir de um modelo dinâmico de aprendizagem, no qual novos conhecimentos e habilidades devem ser continuamente adquiridos para uma adaptação bem sucedida em um mundo em constante transformação. Para serem aprendizes efetivos por toda a vida, os jovens precisam de uma base sólida em domínios-chave, e devem ser capazes de organizar e gerir seu aprendizado, o que requer consciência da própria capacidade de raciocínio e de estratégias e métodos de aprendizado.

A avaliação aborda múltiplos aspectos dos resultados educacionais, buscando verificar o que chamamos de letramento em Leitura, Matemática e Ciências.

O termo "letramento" pretende refletir a amplitude dos conhecimentos e competências que estão sendo avaliados. O Pisa procura ir além do conhecimento escolar, examinando a capacidade dos alunos de analisar, raciocinar e refletir ativamente sobre seus conhecimentos e experiências, enfocando competências que serão relevantes para suas vidas futuras, na solução de problemas do dia-a-dia.

Assim, o Pisa procura verificar a operacionalização de esquemas cognitivos em termos de:   

  • conteúdos ou estruturas do conhecimento que os alunos precisam adquirir em cada área;
  • competências para aplicação desses conhecimentos;
  • contextos em que conhecimentos e competências são aplicados. 

Para informações mais detalhadas, ver:

 Matriz de Avaliação de Ciências 2015

 Matriz de Avaliação de Matemática 2012

 Matriz de Avaliação de Leitura 2012

 Matriz de Avaliação de Ciências 2012

 

 

 

Documentário da OCDE Documentário da OCDE

 Veja documentário realizado pela OCDE sobre a educação no Brasil.