Censo Escolar 19 de Fevereiro de 2020

Matrículas no tempo integral aumentam no ensino médio

Estudantes que permanecem sete horas diárias ou mais em atividades escolares são considerados alunos de tempo integral. O Censo Escolar 2019 mostrou que 6 milhões (6.040.875) de matrículas na educação básica são de turmas que cursam o tempo integral, o equivalente à soma do período regular da escolarização com a duração da atividade complementar. O número é de 13,9% do total de alunos (43.362.399), desde a educação infantil até o ensino médio.

Ensino médio – Em 2019, o percentual de alunos do ensino médio frequentando cursos com sete horas diárias ou mais chegou a 10,8%. A proporção de matrículas de tempo integral é maior na rede pública (11,7%) do que na privada (4,8%). Desde 2015, o percentual de matrículas em tempo integral nas escolas públicas aumentou 5,4 pontos percentuais.

Percentual de matrículas em tempo integral no ensino fundamental por etapa de ensino e rede - 2015-2019

Ensino fundamental – A proporção de matrículas de tempo integral nas escolas públicas de ensino fundamental, 10,9% do total (2.536.040), ocupa um patamar semelhante ao percentual de alunos do ensino médio que cursam sete horas ou mais. No caso do ensino fundamental, há uma oferta de matrículas muito menor na rede privada do que na rede pública. Apenas 2,5% do total das matrículas da rede particular nessa etapa são de tempo integral, como mostra o gráfico abaixo.

Percentual de matrículas em tempo integral no ensino fundamental segundo rede de ensino - Brasil - 2015 a 2019

Educação infantil – A série histórica de matrículas em creches, assim como nas pré-escolas, revela estabilidade no percentual de matrículas em tempo integral. Em 2019, o censo registrou que, dos 3,8 milhões de matrículas em creches, mais da metade (56,4%) está matriculada no tempo integral, um total de 2,1 milhões de crianças. No caso da pré-escola, 5,2 milhões (11,1%) ficam sete horas ou mais nos estabelecimentos de ensino.

Resultados – Os dados do Censo Escolar 2019 estão publicados no portal do Inep em vários formatos. As notas estatísticas resumem os principais resultados, enquanto as sinopses estatísticas, por meio de tabelas, trazem dados desagregados por estado e município. Já o resumo técnico é um documento de referência geral e consulta rápida, que permite análises mais detalhadas.

Censo Escolar – O Censo Escolar da Educação Básica é anual, feito com base nos documentos administrativos das escolas e redes de ensino e tem por referência a última quarta‐feira do mês de maio. Principal pesquisa estatística sobre a educação básica, o censo é coordenado pelo Inep e realizado em regime de colaboração entre as secretarias estaduais e municipais de educação. Com a participação de todas as escolas públicas e privadas do país, abrange as diferentes etapas e modalidades da educação básica: regular, especial, profissional e educação de jovens e adultos. Além disso, apresenta informações sobre matrículas, docentes, escolas e gestores.

Saiba mais sobre o Censo Escolar