Publicações 13 de Dezembro de 2018

Inep publica nova edição da Série documental Textos para Discussão

A edição  44 da Série Textos para Discussão já está disponível no portal do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Com o tema “Interpretação e comparabilidade do desempenho médio do Brasil no PISA – 2000 a 2015”, a publicação traz como destaque dois temas metodológicos de grande importância para o Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa): a interpretação e a comparabilidade do desempenho médio dos países e das economias participantes dessa avaliação em larga escala.

A interpretação pedagógica apresentada no artigo publicado parte de uma sugestão da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). Por meio dessa interpretação é possível,  em faixas de níveis de proficiência, analisar o desempenho médio dos estudantes brasileiros mediante desagregações por ano escolar, sexo, unidades federativas, tipo de escola (pública ou particular) e por dependência administrativa (particular, federal, estadual ou municipal). A publicação traz ainda uma alternativa à Estratégia 7.11 do Plano Nacional de Educação (PNE), que tem como proposta “estabelecer e implantar, mediante pactuação interfederativa, diretrizes pedagógicas para a educação básica e a base nacional comum dos currículos, com direitos e objetivos de aprendizagem e desenvolvimento dos (as) alunos (as) para cada ano do ensino fundamental e médio, respeitada a diversidade regional, estadual e local”.

Textos para Discussão -  Publicada desde 1997, a série documental traz em suas publicações vários pontos de vista com o objetivo de contribuir para a reflexão sobre temas diversificados do cenário educacional brasileiro. A proposta é que os textos divulgados possibilitem a discussão e o debate de inovações no campo da política educacional. As publicações acontecem de forma aleatória, a partir de propostas de textos para discussão, enviadas por pesquisadores à Diretoria de Estudos Educacionais (Dired), do Inep.

Clique aqui para acessar