Enem Encceja 15 de Março de 2019

Inep divulga Microdados do Encceja 2017 e Sinopses Estatísticas do Enem de 2009 a 2012

O Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) teve os Microdados de 2017 divulgados nesta sexta-feria, 15 de março, pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Assim, o Portal do Inep passa a disponibilizar dados completos das edições de 2014 a 2017 do Exame destinado a jovens e adultos que não concluíram o ensino fundamental ou médio na idade adequada. Os Microdados do Encceja começaram a ser divulgados em 2018, em cumprimento à missão do Inep de desenvolver e disseminar informações educacionais.

Também foram divulgadas, de forma inédita, as Sinopses Estatísticas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2009 a 2012, dando continuidade à série histórica. As Sinopses do Enem começaram a ser divulgadas no final de 2018, quando foram disponibilizados os dados de 2013 a 2017. Com a Sinopse Estatística do Enem a população tem mais uma fonte de informações detalhadas sobre o Exame. Dados tão detalhados só estavam disponíveis por meio dos Microdados do Enem, formato que exige o conhecimento de softwares estatísticos específicos. A Sinopse, portanto, facilita o acesso aos dados, mas só os microdados permitem o cruzamento de variáveis.

As Sinopses Estatísticas do Enem apresentam uma síntese das principais informações coletadas junto aos inscritos, por meio do Questionário Socioeconômico, e pela aplicação do Exame em si. A coletânea de tabelas permite traçar os diferentes perfis dos inscritos e fornece um grande volume de dados sobre o desempenho em cada área do conhecimento avaliada pelo Exame. Um Glossário acompanha o material. Os documentos estão desagregados por regiões geográficas e unidades da federação, com intuito de apoiar estudos e pesquisas sobre a realidade brasileira.

As tabelas, separadas por ano, estão divididas em grupos temáticos: inscritos, egressos, cursistas (participante que cursava o último ano do Ensino Médio, de acordo com o ano da pesquisa, e que não concluiria naquele ano), não concluintes e não egressos, fatores de contexto e desempenho. Esse último é subdividido em redação e nas quatro áreas de conhecimento avaliadas. O Inep também disponibiliza um glossário com a explicação dos principais termos adotados. Pela Sinopse Estatística é possível pesquisar, por exemplo, o número de participantes por faixa de proficiência em cada área e na redação e a situação da redação. É possível pesquisar também o número de inscritos, egressos, concluintes e cursistas por sexo, cor/raça, idade, estado civil, isenção da taxa inscrição, entre outros.

Atualização – O Inep também atualizou os Microdados do Enem de 2006 a 2010. O objetivo é atender os parâmetros da Lei de Acesso à Informação (LAI). A mudança permitiu apresentar os dados de edições mais antigas em um formato já adotado nas divulgações mais recentes do Instituto. O objetivo da publicação é desenvolver e disseminar avaliações e informações educacionais, já que os microdados permitem acessar informações específicas, gerando análises mais aprofundadas por parte de pesquisadores, jornalistas e gestores públicos, por exemplo.

O Inep é contrário a qualquer tipo de ranking por considerá-los inadequados. Além de não ser objetivo do Enem oferecer informações para as escolas ou redes de Educação Básica, é inadequada a comparação e a consequente exposição pública de escolas que, uma vez ranqueadas não têm como evitar rótulos que nada contribuem para o aprimoramento pedagógico ou para intervenções que objetivem a melhoria da qualidade do ensino. Esse é o motivo pelo qual o Inep encerrou a divulgação dos resultados do Enem por Escola.  A persistência no uso inadequado dos resultados divulgados, bem como sua judicialização, foram os responsáveis pelo encerramento.