Avaliação dos cursos de graduação 10 de Maio de 2004

Inep capacita 200 professores para avaliação das condições de ensino

Duzentos professores universitários de 13 áreas do conhecimento, selecionados a partir do cadastro de avaliadores do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep/MEC) estão sendo capacitados para realizar a Avaliação das Condições de Ensino (ACE). O treinamento, que está sendo realizado no edifício do Inep, em Brasília, começou hoje, 10 de maio, e vai até o dia 14, sexta-feira.

Os pré-requisitos para a seleção dos avaliadores são possuir, no mínimo, o mestrado, pelo menos cinco anos de experiência docente em curso de graduação e, ter vínculo empregatício com instituição de educação superior. Outro critério utilizado é a distribuição geográfica, isto é, a seleção contemplou professores das várias regiões do País.

Após a capacitação, os professores integrarão as comissões para verificar, in loco, a qualidade dos cursos de graduação. A avaliação é obrigatória para que o curso obtenha o reconhecimento ou a renovação do reconhecimento, ato legal necessário para a emissão de diplomas.

No primeiro ciclo de treinamento de 2004, os professores terão informações sobre o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes), receberão orientações específicas da ACE e vão exercitar o preenchimento do formulário eletrônico a partir do que for observado no curso. As três dimensões da avaliação são infra-estrutura, corpo docente e organização didático-pedagógica.

Os professores pertencem às áreas de Enfermagem, Engenharia de Materiais, Matemática, Relações Internacionais, Estatística, Serviço Social, Dança, Teatro, Música, Comunicação Social (Jornalismo, Marketing, Propaganda e Publicidade), Ciências Contábeis, Teologia e Filosofia.

“Esse processo de capacitação tem natureza emergencial, para atender à demanda específica nas áreas selecionadas. O Inep aproveitará a oportunidade para familiarizar os avaliadores com o novo sistema que está em processo de implantação”, afirma Dilvo Ristoff, diretor de Estatística e Avaliação da Educação Superior do Inep.

Assessoria de Comunicação do Inep