Saeb 06 de Maio de 2020

Saeb comemora 30 anos com reformulação, avaliação seriada, censitária e provas adaptativas

Uma reformulação abrangente irá transformar o Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) em um processo mais ágil, com informações mais precisas e por escola, para intervenções pedagógicas em tempo mais curto. Em 2020, o Saeb completa 30 anos, pronto para dar um passo largo na evolução da avaliação educacional brasileira. A portaria que institui normas complementares ao Saeb foi publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira, 6 de maio.

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) acumula o aprendizado de três décadas de aplicação do Saeb e apresenta um conjunto de iniciativas para fortalecer o sistema de cultura avaliativa. Os resultados irão permitir intervenções pedagógicas de professores e de toda a comunidade escolar. O escopo atual limita-se a estudantes de 2º, 5º e 9º anos do ensino fundamental e da 3ª série do ensino médio.

No Novo Saeb, as provas serão em papel para o 2º, 3º e 4º anos do ensino fundamental e eletrônicas do 5º ano em diante. No futuro, as provas digitais serão adaptativas, ou seja, a cada item que o aluno fizer, o equipamento sorteará a próxima questão, baseada na resposta que o aluno deu no item anterior. Cada avaliação, portanto, será única para cada estudante. O exame feito pelo computador permitirá ter estimativas mais precisas da proficiência dos alunos, assim como redução no tempo da coleta de dados e da divulgação dos resultados.

Enem seriado – O Novo Saeb traz também mais uma possibilidade de acesso ao ensino superior: o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) seriado. As provas dos alunos do ensino médio formarão uma nota a partir da pontuação adquirida em cada série desta etapa de ensino, que poderá ser utilizada para ingresso na universidade. Os estudantes que fizerem a prova da 1ª série do ensino médio em 2021 já estarão concorrendo a vagas nas universidades para quando concluírem o ensino médio, em 2023.

Mas, atenção! O Enem tradicional não deixará de existir. O Enem seriado é apenas mais uma porta de entrada ao ensino superior. O exame tradicional continuará a ser aplicado normalmente, nas versões impressa e digital.

Programa de residência em avaliação educacional – Conforme determina a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB), o novo Saeb será feito em colaboração com os estados e municípios. Dessa forma, por meio de acordos a serem firmados com estados e municípios, professores das respectivas redes de ensino trabalharão no Inep, por período temporário, onde irão atuar na construção do novo Saeb. Esses professores irão cooperar com o trabalho em todo o processo de preparação da avaliação, serão capacitados para a elaboração de itens de provas, com vistas às especificidades da logística de aplicação do exame em larga escala, e atuarão, em seguida, como multiplicadores dos conhecimentos adquiridos. “Os professores que irão trabalhar junto às nossas equipes técnicas dentro do Inep serão multiplicadores desses conhecimentos nas suas redes. Por isso, é extremamente importante envolvê-los, pois esses professores estão na ponta do processo de avaliação nacional”, destaca o presidente do Inep, Alexandre Lopes.

Veja a Portaria n.º 458, de 5 de maio de 2020, que institui normas complementares ao Saeb