Revalida 12 de Fevereiro de 2019

Resultados preliminares do Revalida estão disponíveis para consulta

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) disponibilizou os resultados preliminares do Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos Expedidos por Instituições de Educação Superior Estrangeira (Revalida) 2017 às 15h30, desta terça-feira, 12 de fevereiro. As notas são referentes à Prova de Habilidades Clínicas, segunda etapa do Exame, aplicada em 17 e 18 de novembro de 2018, em cinco capitais brasileiras, para 950 médicos formados no exterior. Os resultados podem ser acessados, mediante login com CPF e senha, no Sistema Revalida.

Na segunda etapa do Revalida o participante percorre dez estações para resolução de tarefas sobre investigação de história clínica, interpretação de exames complementares, formulação de hipóteses diagnósticas, demonstração de procedimentos médicos e aconselhamento a pacientes ou familiares.

Resultados e recursos – Será considerado aprovado na segunda etapa do Revalida 2017 o participante que alcançar pelo menos 62 pontos, dos 100 pontos distribuídos. O processo de revalidação subsidiado pelo Revalida só poderá ser iniciado após a divulgação dos resultados finais, quando o Inep encaminhará a lista dos aprovados para a Instituição de Educação Superior (IES) parceira indicada pelo participante no processo de inscrição. O período para interposição de recurso em relação ao resultado preliminar da Prova de Habilidades Clínicas será de dois dias úteis, começando às 10h (Horário de Brasília) desta quarta-feira, 13 de fevereiro, e terminando às 23h59 (Horário de Brasília) de quinta-feira, 14 de fevereiro.

Reaplicação – 46 dos 950 participantes da segunda etapa do Revalida terão que participar de uma reaplicação, em Brasília, das estações 1 e/ou 6. A data, o horário e o endereço da reaplicação serão comunicados diretamente aos participantes envolvidos. O motivo da reaplicação foi uma intercorrência que inviabilizou a gravação da avaliação, das estações 1 e 6, em uma sala de aplicação no Hospital Universitário de Brasília. O Inep já acionou os órgãos competentes para apuração dos fatos. Os custos com deslocamento e hospedagem serão cobertos pelo Cebraspe, empresa contratada para aplicação da segunda etapa.

O prolongamento da edição de 2017 é resultado do grande volume de demandas judiciais dos participantes, que em muitos casos iniciam o processo de revalidação mesmo sem ter concluído o curso no exterior. Os processos judiciais tiveram início já na fase de inscrição e foram se acumulando pelas demais etapas, inviabilizando o avanço das várias etapas previstas e o cumprimento do cronograma.

Revalida – O Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos Expedidos por Instituições de Educação Superior Estrangeira (Revalida) subsidia os processos de revalidação, feito por determinadas universidades públicas, dos diplomas de médicos que se formaram no exterior. O Revalida é direcionado aos médicos estrangeiros e brasileiros que se graduaram em outro país e querem exercer a profissão no Brasil. Para participar é preciso ser brasileiro ou estrangeiro em situação legal de residência no Brasil e ter diploma médico expedido por instituição de ensino superior estrangeira, reconhecida no país de origem pelo seu ministério da educação ou órgão equivalente, e autenticado pela autoridade consular brasileira.