Sinaes 13 de Agosto de 2004

Auto-avaliação das universidades começa em setembro

Instituições de ensino superior públicas e particulares, centros universitários, faculdades integradas e centros tecnológicos começam no dia 1o de setembro deste ano a se auto-avaliarem. Orientações nesse sentido estão nos documentos Diretrizes da Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior (Conaes) para a Avaliação Interna das Instituições de Educação Superior; e Roteiro para a Avaliação Interna, que estarão na página do MEC na internet a partir do dia 26 de agosto.

Os dois documentos foram examinados ontem, 11, durante a terceira reunião ordinária da Conaes, realizada em Brasília. A avaliação institucional das universidades será feita pelas Comissões Próprias de Avaliação (CPAs). Cada instituição de ensino superior está compondo a sua CPA. Hoje existem 2.099 instituições públicas e privadas do ensino superior credenciadas no Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep/MEC). Até agora já se cadastraram no Inep um total de 1.626 CPAs, sendo 1.480 do sistema de ensino superior federal e 146 do sistema estadual.

Seminários – Além de examinar os documentos que subsidiarão as instituições de ensino superior para se auto-avaliarem, a Conaes estabeleceu o cronograma de quatro seminários para apresentar o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes) e mostrar como deverá ser feita a avaliação institucional. Os seminários – que capacitarão os coordenadores das CPAs – serão realizados em setembro e outubro, em Brasília, São Paulo (SP), Florianópolis (SC) e Belo Horizonte (MG) e contarão com a presença de especialistas em avaliação e de dirigentes do MEC e da Conaes.

A Conaes também avaliou o cadastramento das CPAs no Inep; as diretrizes acadêmicas para o recrutamento e capacitação do novo corpo de avaliadores externos para o cadastro do Inep; e as etapas preparatórias do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade), que será realizado no dia 7 de novembro em todo o País.

Avaliação integrada – O ex-reitor e professor de ciências políticas da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e presidente da Conaes, Hélgio Trindade, destaca que o Sinaes criou uma concepção integrada de avaliação, substituindo a forma anterior, o Provão. "Agora é um sistema mais complexo em que se avalia os alunos e os cursos, envolvendo professores, técnicos da administração e a instituição na sua totalidade." A relação entre a missão da instituição e seu plano de desenvolvimento também é avaliada. "O processo examina se a instituição está cumprindo com qualidade seu plano e missão. Mas há diferentes missões e perfis. Não há um modelo único imposto para avaliar as instituições de ensino superior", explicou.

Assessoria de Comunicação do Inep