Saeb 23 de Maio de 2018

Dados do Saeb são discutidos em seminário promovido pelo Inep em parceria com a UNESCO

Cerca de 150 professores e especialistas das secretarias estaduais de educação, das seccionais estaduais da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) e do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) participaram do seminário sobre Desigualdade de Aprendizado e Infraestrutura na Educação Básica: evidências a partir do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb).

No encontro realizado nesta quarta-feira, 23 de maio, pelo Inep e pela Representação no Brasil da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO no Brasil), em Brasília (DF), foi apresentado o estudo “Desigualdade de aprendizado entre alunos das escolas públicas brasileiras: evidências da prova Brasil (2007 a 2013)” e os resultados preliminares e inéditos da pesquisa “Qualidade da infraestrutura escolar das escolas públicas da educação básica – ensino fundamental”.

Ambos partem dos dados fornecidos pelo Saeb e discutem a questão sobre os excluídos do sistema educacional, fundamental para que secretários, docentes e todos os envolvidos com a educação se engajem no processo de implementação dos marcos legais educacionais nacionais internacionais, como o Plano Nacional de Educação e a Agenda Educação 2030, respectivamente. Realizado desde a década de 1990, o Saeb permite avaliar a qualidade da educação ofertada no país e oferecer subsídios para a elaboração, o monitoramento e o aprimoramento de políticas educacionais baseadas em evidências.

Na abertura do seminário, foi exibida uma mensagem de boas-vindas da presidente do Inep, Maria Inês Fini, que destacou a importância da parceria realizada para o desenvolvimento de novos estudos “A UNESCO tem sido a grande incentivadora de ótimas reflexões acerca da educação brasileira, especialmente aquelas que usam os resultados das nossas análises da Educação Básica”, afirmou.